O Vento me disse... #80 - O Lado feio do amor - Cooleen Hoveer

by - 18:30


O Lado feio do amor
Autora: Colleen Hoover
N° de páginas: 336
Editora: Galera Record
Ano: 2015
Skoob: Aqui
Compre: Aqui

Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor. O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.

     Tate Collins acaba indo morar temporariamente no apartamento do irmão (que passa muito tempo fora devido ao trabalho como piloto de avião) por causa de seu mestrado na área de enfermagem. Ao chegar ao recinto ela fica surpresa em ver um desconhecido, bêbado, impedindo a sua passagem. Ela acaba descobrindo que se trata do seu agora vizinho, Miles Archer, um cara que apesar da beleza aparente se encontra fechado para o amor. É claro que ela não sabe disso inicialmente, o contato que ela tem com ele é restrito ao irmão dela que é super amigo do Miles. 

     O fato é que o tempo passa e uma atração começa à surgir entre ambos, ao ponto de Miles propor uma espécie de amizade colorida, onde duas regras são impostas por ele: sem perguntas sobre o seu passado e sem perspectivas com relação ao futuro dos dois como um casal. Com a rotina de estudar e trabalhar, Tate acaba aceitando o trato pois também não espera se envolver tão profundamente. Com o tempo ela acaba percebendo que o que Miles oferece é muito insólito, ela queria mais, queria que ele fosse mais aberto, queria saber o que aconteceu com ele, queria sentir que tudo não era só tesão e atração sexual. E esse é basicamente o conflito do enredo criado pela autora Colleen Hoover, que no Brasil foi publicado pela editora Galera Record.
   
     Se tem uma coisa que sempre me agradou nos livros da Colleen é a sua maneira de escrever uma história, foi assim com Um caso perdido e Novembro, 9. Em O lado feio do amor mais uma vez ela trouxe uma trama bem amarrada, com personagens interessantes e uma narrativa em primeira pessoa, intercalada entre presente/passado e ambos protagonistas. Como de costume, um dos personagens possui uma carga dramática mais forte tendo em vista experiências do passado, que no caso deste livro é vivido pelo personagem masculino. À medida que a história transcorre percebemos que Miles amou, amou tanto que descobriu o lado feio do amor, que é expresso na forma de dor.

     Sentimos que é necessário que o Miles perceba que a vida precisa seguir adiante, que o passado deve ficar apenas na lembrança. Aos trancos e barrancos ele vai percebendo que Tate pode ser de grande ajuda, mas é claro que até ele entender isso muita coisa acontece, decepções e frustrações são muitas, tanto para Tate como para nós leitores.

"É óbvio que a pessoa, quem quer que tenha sido, que inventou a frase estou morrendo de amor por você nunca sentiu o tipo de amor que existe entre Tate e eu. Se tivesse, a frase seria estou vivendo de amor por você. Porque é exatamente o que Tate fez. Ela me trouxe de volta à vida com seu amor."

     Essa é uma das obras mais aclamadas da autora e tenho que dizer que sei o por quê. O enredo é comovente e possui elementos presentes nos new adults (sem vulgaridade) que tanto atraí às leitoras. Elementos que quando bem usados são sinônimos de sucesso. A única coisa que me incomodou de maneira negativa foi o desenrolar, vamos dizer, do reencontro do Miles com alguém do seu passado. Acho que esse reencontro era importante e foi desenvolvido de maneira superficial pela autora (se bem que pode ter tido uma questão de edição), sem falar que tenho que confessar que esperava um final mais dramático do que foi. Acho que estava preparada para um final triste e não foi assim, então, não se preocupem pois a felicidade impera no final. :)

     Ao final, acredito que a mensagem que a Colleen Hoover quer passar é que a vida é uma só, e que é preciso vivê-la. Mesmo que ela insista em nos mostrar a efusividade do amor na mesma medida que expressa a intensidade da dor, ou simplesmente, o lado feio do amor.


"São os momentos bonitos como esse que fazem valer a pena o amor feio." 


Gostou do post? Confira também!

0 comentários

Uma das coisas que mais incentiva uma blogueira é saber o que estão pensando sobre o seu trabalho. Por isso seu comentário é IMPORTANTE. É com ele que vou saber se estou indo pelo caminho certo. Criticas positivas? são mais que aceitas. Criticas negativas? também, só peço que seja feita com respeito. Esse é um espaço para trocar ideias e espero ver você por aqui.