O Vento me disse...#14 - Na ilha - Tracey Garvis Graves



Autor (a): Tracey Garvis Graves
Número de páginas: 288
Editora: Intrínseca
Ano: 2013
Skoob: aqui
Compre: aqui
Na Ilha - Anna Emerson é uma professora de inglês de 30 anos desesperada por aventura. Cansada do inverno rigoroso de Chicago e de seu relacionamento que não evolui, ela agarra a oportunidade de passar o verão em uma ilha tropical dando aulas particulares para um adolescente. T.J. Callahan não quer ir a lugar algum. Aos 16 anos e com um câncer em remissão, tudo o que ele quer é uma vida normal de novo. Mas seus pais insistem em que ele passe o verão nas Maldivas colocando em dia as aulas que perdeu na escola. Anna e T.J. embarcam rumo à casa de veraneio dos Callahan e, enquanto sobrevoam as 1.200 ilhas das Maldivas, o impensável acontece. O avião cai nas águas infestadas de tubarão do arquipélago. Eles conseguem chegar a uma praia, mas logo descobrem que estão presos em uma ilha desabitada. De início, tudo o que importa é sobreviver. Mas, à medida que os dias se tornam semanas, e então meses, Anna começa a se perguntar se seu maior desafio não será ter de conviver com um garoto que aos poucos torna-se homem.
Na ilha foi uma grata surpresa que tive,  para mim, é um dos melhores livros que já li da Editora Intrínseca. O mesmo foi lançado em 2013 e foi escrito pela Tracey Garvis Graves. Antes de tudo, devo alertar, não julgue o livro pela capa. Ele pode te surpreender, assim como aconteceu comigo. 

O livro conta a história de Anna e T.J; que acabam vivendo durante muitos anos numa ilha deserta depois de sofrerem um acidente aéreo. É neste local que eles aprendem a sobreviver, tirando aquilo que podem da natureza para usarem na comida, no vestiário, etc.

O livro é um pouco mais maduro, nada de tramas adolescentes e tal, ele, por exemplo, tem um assunto que até hoje é meio tabu em nossa sociedade, que é o envolvimento de uma mulher mais velha com um homem mais novo. No caso, a Anna quando sofreu o acidente tinha 30 anos e o J.T tinha 16 anos. Você deve tá perguntando se acontece alguma coisa com eles né? Deve até vir com coisas como: isso é pedofilia! Não se culpe, sei que podemos pensar assim no inicio (ou nem chegue a tanto), entretanto, o enredo criado pela autora é tão delicado que acabamos nos pegando torcendo para que tudo der certo e essas coisas, que são meros preconceitos bobos, acabam ficando distante depois que a leitura avança. Existem uma infinidade de porquês que só você lendo poderá compreender.

Depois de alguns anos presos nessa ilha eles acabam saindo dela e ai começa o desenrolar da vida desses personagens; que aprenderam a estar sozinhos sem mais ninguém por perto. E é na "civilização" que esses personagens vão enfrentar grandes barreiras para provar, a si mesmos e a sociedade, que tudo valeu a pena. 

Apesar de alguns erros bobos, a Tracey realmente me cativou, a história que ela criou é totalmente maravilhosa. Amei cada passo que os personagens deram e que acabaram representaram a evolução de cada um como pessoa. A narrativa é muito boa, só ficando um pouco mais lenta lá para o final, mais sinceramente, isso não me incomodou. Só faço uma critica em relação a capa, ela tá bonita, mais acho que poderia ser diferente, mais elaborada...

Enfim, recomendo a leitura do livro pois o mesmo é daquele tipo que você não quer parar de ler e ainda fica triste quando acaba. Li o livro todo no mesmo dia para vocês terem uma noção. Sinceramente, espero que quem for ler tenha sentimentos parecidos com o que tive lendo.
"- Mas, eu  não me encaixo no seu mundo.- Nem eu - disse ele com um expressão terna, mas decidida. Então, vamos construir o nosso. Já fizemos isso antes". 

22 comentários :

  1. nao tinha lido nenhuma resenha desse livro ate agora, mas gostei o livro é bem diferente de alguns que eu tenho e fiquei curiosa pra saber o que aconteceu e o que vai acontecer, bo pra mim ja basta, vou ler :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é uma leitura maravilhosa, quem gosta de um bom romance tenho certeza que vai gostar desse livro.

      Beijos Emanoelle.

      Excluir
  2. Eu ja tinha lido, ha algum tempo, uma resenha sobre esse livro. E sim, sempre penso: é pedofilia mesmo meu povo??? kkkkkk mas eu tenho certeza que se eu fosse acompanhar a historia, eu torceria sem duvida alguma para q o casal ficasse logo junto! la me importo c idade :P mas q impacta no primeiro momento, isso impacta!! adorei a resenha e adoro essa capa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jac, uma coisa que você não deve se preocupar é com o romance deles...que só vai acontecer mesmo (se é que me entende) quando o T.J for maior de idade. Causa um pouco de estranheza por não estarmos acostumados, mais não pensamos muito nisso no decorrer da leitura... :)

      Beijos

      Excluir
  3. Oi, Nat!
    São poucos os autores que escrevem sobre um tema tão polemico como esse. Confesso que se estivesse na livraria e visse esse livro com essa capa e sinopse não levaria, acho que ambos são poucos convidativos. A sua resenha me deixou curiosa e tenho que admitir que fiquei com muita vontade de ler!!! Parabéns *_*
    Bjoos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nanda!
      Assim, confesso que também não daria nada pelo livro (justamente pelos motivos que você falou), entretanto, foi através de uma resenha de outro blog que decidi arriscar na leitura. Eu recomendo, espero que você goste tanto quanto eu gostei. :)

      P.S. Na americanas,com está com um preço ótimo! :)

      Beijos

      Excluir
  4. A capa é bem feinha..mas eu gosto de livros com temas polêmicos..
    acho que se não tivesse lido nenhuma resenha dele.. nunca iria sentir vontade de ler..
    deve ser bem difícil se adaptar de novo a sociedade depois de ter acostumado a viver em uma ilha..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda, :)

      Eu nem acho a capa feia sabe? Mais achei que ela poderia ter sido mais caprichada. Se bem que olhando outras capas internacionais, até que a versão brasileira tá um arrasooo (pra você ter uma ideia).

      Beijos

      Excluir
  5. Ainda não havia lido nenhuma resenha desse livro .
    Gostei bastante da temática , lembra atá aqueles filmes da globo , né ?
    Com certeza vou querer ler :)

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembra um pouquinho mesmo...kkkk Lagoa Azul que o diga....-brinks :)

      Mais falando sério, é claro que não parece a LA, a temática sai bem do habitual, afinal, não é comum ver histórias onde a mocinha é bem mais velha que o mocinho, né?

      Beijos

      Excluir
  6. Achei a capa bem simples .pela sua resenha ela podia ser melhor . Gostei da historia .gosto de livros com tabus rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Naiara, sim também acredito nisso. Aqui vale aquela máxima: não julgue um livro pela capa!

      Beijos

      Excluir
  7. Oi, Nathalia!
    Acredita que já deixei de comprar esse livro quando estava numa promoção, exatamente por conta da capa?!
    Não sabia que se tratava de uma história bem elaborada, ainda mais com um tema polêmico.
    Da próxima vez, pode ter certeza de que ele eirá para o carrinho!
    Beijos

    Construindo Estante || Curta a fan page
    Sorteio de caneca personalizada de A Culpa é das Estrelas. Participe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não digo que o livro seja super elaboradooooo e tal, não é bem isso. Ele é bem simples, tem uma narrativa objetiva que consegue atingir ao grande público feminino com facilidade, sem falar que trás um tema que não é tão comum nos livros que a "massa" literária consume hoje em dia. Enfim, compre mesmo! kkk

      Beijos

      Excluir
  8. Não conheço esse livro, mas livros que nos surpreendem são os melhores. A história parece ser interessante, mesmo que, aparentemente, seja um pouco clichê (algo como 'Lagoa Azul', filme que todas as pessoas do mundo assistiram, menos eu - e confesso que não assisti por certo preconceito mesmo HAHAHAHA). Quanto a essa questão de "pedofilia", acho que depende muito de como a história é retratada no livro, talvez a forma como o relacionamento deles é abordado não dê essa impressão ao leitor. E confesso que a capa também não me agradou muito, é bonita, mas não me chama a atenção para querer conhecer a história, o que acaba sendo, realmente, um ponto negativo.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Sim, a história é clichê até certo ponto. Acho que isso acontece pelos protagonistas se perderem numa ilha e tal, entretanto, o mesmo se difere pelos protagonistas serem opostos. Um mocinho bem mais novo e uma mulher mais velha. E sobre a pedofilia, é uma coisa que passa na nossa mente mais bem de leve mesmo.... Até porque quando as coisas se aprofundam, ambos são maiores de idade.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Nunca tinha lido nada sobre esse livro, é para mim é uma surpresa ja que foi lançado em 2013. Adorei a resenha, mas como estou evitando esse tipo de livro não irei ler por enquanto, mas deixarei ele anotado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coloque na listinha porque ele merece. Acho que você vai gostar. :)

      Beijo

      Excluir
  11. Não conhecia nada sobre esse livo, realmente ele tem uma capa simples mais eu super gostei. Sobre a estória, acho ela bem interessante e um pouco diferente. Acho que nunca li uma onde a mulher fosse mais velha. Vou pesquisar mais um pouquinho e se der, vou comprar (ainda mais depois dessa resenha).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mandy, que bom que você teve a oportunidade de conhecer mais sobre esse livro. Tem um história bem bonita e tem um belo final.

      Beijos

      Excluir
  12. Surpresa boa esse livro. Lendo a sinopse e a resenha me interessei pela história. Ainda não li nada parecido e fiquei curiosa pra saber sobre os rumos do casal.
    A capa realmente é fraca, quem sabe com o tempo eles mudam.
    Adorei a dica!
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Posso adiantar que o final nos deixa com uma sensação de felicidade. É maravilhoso.

      Beijos Suzzy.

      Excluir

Uma das coisas que mais incentiva uma blogueira é saber o que estão pensando sobre o seu trabalho. Por isso seu comentário é IMPORTANTE. É com ele que vou saber se estou indo pelo caminho certo. Criticas positivas? são mais que aceitas. Criticas negativas? também, só peço que seja feita com respeito. Esse é um espaço para trocar ideias e espero ver você por aqui.