Ler livros de banca também é bom - Sempre fui tua - Jessica Hart


Kate amava o homem que destruiu seus sonhos de adolescente! Kate foi apanhada de surpresa quando Luke, acariciando-lhe os cabelos com a mão, aproximou-se e beijou-a longamente. Num instante, passado e presente se fundiram, e nada mais importava. Ah em Paris, na noite chuvosa de inverno, com os lábios de Luke procurando avidamente os seus, Kate sentiu-se no meio de um bosque, em pleno verão. Nada havia mudado: o desejo profundo, a ansiedade na busca de seus lábios, a mão firme que a amparava. Eram as mesmas emoções, o mesmo abandono pelo homem por quem se apaixonara uma vez... e para sempre!

Como disse no Ler livros de banca também é bom anterior, muitas outras dicas seriam apresentadas até o fim do ano aqui no blog, pois bem, a dica de hoje é Sempre fui tua da Jessica Hart,  um livro que sem pretensão acabou me cativando. Não esperava nada por ele, até porque a sinopse não ajuda, no entanto, gostei dele e espero que vocês também.    

O livro começa em um teatro, Kate e uma amiga estavam esperando o retorno da peça quando a primeira acaba vendo um homem. Luke era o nome dele, e apesar de estar bem diferente não tinha como a protagonista não reconhecer, afinal, fora ele a sua primeira ilusão na adolescência
Nesses instantes os olhares dos protagonistas se encontram, mais como a Kate já esperava, Luke não a reconhece.