O Vento me disse...#23 - O Jardim dos Esquecidos - V.C Andrews


O Jardim dos Esquecidos
Autor (a): V.C Andrews
Número de páginas: 416
Editora: Novo Século
Série: Saga dos Foxworth
Ano: 2014
Skoob: aqui 
Compre: Fnac
A história que já conquistou milhões de pessoas no mundo todo.Eles eram uma família perfeita e despreocupada, até que uma tragédia ceifou sua felicidade. Por causa de uma herança que vai garantir seu futuro, as crianças devem ser escondidas, como se nunca tivessem existido. Serão mantidas no piso superior da vasta mansão de sua avó – sua mãe amorosa lhes assegura – por apenas poucos dias. Mas o que era para ser somente dias torna-se meses, anos de agonia. Cathy, Chris, e os gêmeos Cory e Carrie veem sua sobrevivência ser entregue a uma avó cruel e moralista. E eles terão de viver neste mundo apertado e isolado, pois esta é sua única opção.Esta obra-prima de suspense psicológico, primeiro volume da saga da família Dollanganger, continua a ser o mais famoso e intrigante romance de V.C. Andrews. Foi adaptada, pela segunda vez, para o cinema, com lançamento em 2014. O segundo livro da série, Pétalas ao vento, foi adaptado para a TV e estreou em maio de 2014 no canal americano Lifetime; a rede anunciou a produção de mais duas obras da sequência para 2015. 
Até onde você acha que pode chegar a ganância do ser humano? Até onde pode ir a vaidade e o conformismo? Até onde um ser humano que deveria proteger e cuidar de sua prole pode ir em nome do seu próprio egoísmo? Esses questionamentos são uma forma de introduzir o que refleti sobre o livro O Jardim dos Esquecidos da autora V.C. Andrews. Uma leitura angustiante, dramática, clássica... MARCANTE!!!!! Definitivamente, o livro tem uma história sombria, não por mostrar algum ser sobrenatural, não, o livro nos mostra como o ser humano pode ser tão covarde, como ele pode chegar ao nível mais "podre" de ser.

Os Dollanganger eram considerados uma família perfeita e feliz, isso até o dia em que o patriarca da família morre num acidente de carro e Christopher (14), Caty (12) e os gêmeos Carrie e o Cory (5) ficam órfãos de pai. Corrine, mãe dos meninos, se vê numa situação complicada para manter os seus filhos já que não tinha emprego. Passando por dificuldades ela decide voltar à morar na casa dos pais na Virginia. Até aquele momento, as crianças não sabiam da existência dos avós e ficaram felizes em saber que eles eram ricos, logo eles pensavam que viveriam uma de luxos e riquezas ao lado deles, o que as crianças não esperavam é que a vida deles nunca mais seriam as mesmas. Com a "desculpa" de que o pai não podia saber da existência deles (por problemas no passado, Corrine perdeu o conato com os pais e vivia longe deles a muitos anos), Corrine deixou as crianças ao cuidado da avó, Olivia, uma mulher maldosa que decidiu trancar às crianças dentro de um sótão por considerar que elas eram fruto do demônio e que não deveriam viver em sociedade. As pobres crianças, pensando ser algo passageiro e ainda com a fé que só a inocência pode permitir, obedeciam e até entediam o lado da mãe. Entretanto, dias, meses e anos se passaram e o que era apenas algo transitivo se torna o cativeiro dessas almas que não tinham culpa de ser quem eles eram.

O Jardim dos Esquecidos teve sua primeira versão lançada ainda na década de 1980 e faz parte de uma saga contendo cinco volumes que fez um enorme sucesso na época. Neste primeiro livro, vemos através da narrativa da Caty, como as crianças vão crescendo, tomando consciência e desejando a sua liberdade.

É um livro que mexeu com as minhas emoções de uma maneira que vocês não tem noção, era uma sensação de angústia, de impotência por saber que os personagens viviam aquilo e eu não podia fazer nada (sim, queria estar dentro do livro, queria poder ajudar); também tive ódio da Corrine por ser tão fraca, tão débil de caráter; tive raiva da avó dos meninos com o seu fanatismo religioso estúpido e principalmente, tive pena dos irmãos Dollanganger que foram obrigados a crescerem de uma forma tão bruta e desumana. Caty e o Christopher tiveram que cuidar das crianças menores e passaram por situações que meu coração ficou bastante aflito. :(

A leitura foi intensa, perturbadora e reflexiva, não larguei enquanto não cheguei as últimas e derradeiras páginas e é com certeza um dos livros que indico de olhos fechados. Afinal, a autora criou situações bem detalhadas que me fizeram sentir tudo o que os personagens sentiam, facilitando assim, a minha conexão com os protagonistas da trama, sem falar nos temas polêmicos que ela aborda como os maus tratos, o fanatismo religioso e o incesto.

Enfim, quem se interessou em ler esse livro, foi lançado uma nova versão em 2014 pela Editora Novo Século (essa da foto do inicio do post). Espero realmente que você tenha a oportunidade de ler essa história que com certeza não vai te deixar indiferente. Ahhhh, e lembra dos meus questionamentos iniciais? Tenho certeza que você também fará às mesmas perguntas e talvez, como eu, não saberá as respostas em sua totalidade, mais terá uma noção a partir da leitura dessa história.

Capa da primeira e segunda versão brasileira:


Outros livros da saga:


Foram produzidas adaptações do livro para as telas do cinema. A mais recente foi produzida em 2014, eu particularmente, não gostei muito e devo dizer que o filme ficou muito longe de passar as emoções que o livro consegue (sem falar na dublagem ridícula...aff). Mais quem gosta de assistir filmes, deixo o vídeo ai em baixo, aconselho que procurem o legendado. E LEMBRE-SE o livro é muito melhor, pode ter a certeza disso.

14 comentários :

  1. Nossa nunca tinha visto esse livro e quero ler a historia *.* q foda .vo do mal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Na, o livro é muito bom. Eu recomendo.

      bju

      Excluir
  2. Que trama interessante e instigadora, já fiquei bastante curiosa só pela sinopse e pela sua resenha; e quanto a adaptações, eu costumo achar que os livros sempre vão ser melhores, mas gosto de ver as adaptações, ao menos para saber se conseguiram apresentar bem a história.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também penso o mesmo, os livros são bem melhores e as adaptações a maioria das vezes deixa muito a desejar. Sobre o livro, ele realmente tem uma história interessante e é muito bem desenvolvida.

      bjus

      Excluir
  3. Oi amada!
    Eu amo livros que mexem com minhas emoções, essa parece ser desses mesmo, acabei uma leitura agora, que foi forte, mesmo sendo um livro jovem, e adorei a sua dica, resenha maravilhosa! Parabéns mesmo! Beijos
    Paula Juliana - Overdose
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2015/07/resenha-eu-te-darei-o-sol-o-amor-e.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Paula, os melhores livros são esses que mechem com as nossas emoções. E este livro é um desses.

      bjus

      Excluir
  4. Meu Deussss
    Não conhecia esse livro, mas só de começar a ler a sua resenha, me apaixonei! Aliás, não conhecia nem o autor, nem a saga, mas acho que preciso procurar rsrs

    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
  5. Pois te aconselho comprar logo, logo... Tenho certeza que você não vai se arrepender.

    bjus

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia esse livro e olha que eu sou louca por uma saga!
    Obrigada pela dica!

    SUA ESTANTE
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aproveite Tati, apesar de só ter lido os dois primeiros livros essa saga tem histórias muito boas.

      bjus

      Excluir
  7. Oi Nathalia!
    Menina, eu não sabia que era uma republicação :O
    Desde que vi essa nova capa, fiquei curiosa, e agora preciso conferir esse livro \o/
    Bjks!

    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carla, é uma republicação. A primeira versão era até comum se encontrar em bibliotecas de escolas :oO (não sei como mais era...kkk). Enfim, espero que você tenha a oportunidade de ler.

      beijos

      Excluir
  8. Olá. Eu sinceramente vi os dois filmes e gostei na dramatização e misterios. Mas dai vi que tambem tem os livros rsrs e algum dia devo ler eles!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O segundo filme eu não vi então nem posso comentar muito, sobre o primeiro já falei o que penso. E sobre os livros, eles são bem raros de se encontrar, o mais fácil é esse primeiro. E pode ter certeza que é bem mais intensooo. Muito bom mesmo.

      bju

      Excluir

Uma das coisas que mais incentiva uma blogueira é saber o que estão pensando sobre o seu trabalho. Por isso seu comentário é IMPORTANTE. É com ele que vou saber se estou indo pelo caminho certo. Criticas positivas? são mais que aceitas. Criticas negativas? também, só peço que seja feita com respeito. Esse é um espaço para trocar ideias e espero ver você por aqui.