O Vento me disse... #42 - O visconde que me amava - Julia Quinn



O Visconde que me amava
Autora: Julia Quinn
N° de páginas: 288
Editora: Arqueiro
Ano: 2013
Skoob: aqui
A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano seráAnthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela. Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele. Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração. Considerada a Jane Austen contemporânea, Julia Quinn mantém, neste segundo livro da série Os Bridgertons, o senso de humor e a capacidade de despertar emoções que lhe permitem construir personagens carismáticos e histórias inesquecíveis.
Em 1814 começa mais uma temporada da alta sociedade londrina. Como de costume, mães casamenteiras "atacam" os possíveis maridos para as suas preciosas filhas. Dentre os membros mais estimados encontra-se os da família Bridgerton. Anthony, filho mais velho da família, é um dos alvos mais cobiçados e contrariando o seu lado libertino, decide procurar uma mulher para ser a sua esposa. A grande escolhida é a belíssima e doce Srta. Edwina. O único probleminha que ele não esperava encontrar era Kate Sheffield, a irmã mais velha e super protetora da Edwina. 
Kate estava disposta a tudo para manter os libertinos longe de sua irmã mais nova, e não importava se eles eram ricos, bonitos, charmosos e extremamente cativantes... como um certo visconde.

Neste segundo volume da série da família Bridgerton, lançado em 2013 pela Editora Arqueiro, continuamos vendo uma Julia Quinn afiada na caracterização de personagens extremamente cativantes e super pontual no uso do humor sarcástico dos mesmos, isso me chamou atenção em sua obra e não é a toa que muitos a chamam de Jane Austen moderna.

Quando pontuo a caracterização dos personagens é por que de fato a autora se sobressaiu (em relação ao primeiro livro, o duque e eu) nesse aspecto. Anthony, por exemplo, apesar de ser considerado um libertino e ser um pouco grosso, além, de ter algumas atitudes irritantes, o personagem tem um outro lado diferente que vai sendo exposto no decorrer da trama. Esse lado é mais gentil, familiar e honesto. Achei interessante o feito da autora mostrar primeiramente as imperfeições do personagem para só depois mostrar as perfeições. 

Com relação a mocinha da história, o que de fato me agradou foi que apesar da inexperiência, a mesma mostrou uma maturidade crível e coerente. Eu simplesmente me apaixonei pela Kate, que mesmo tendo sofrido com a morte dos pais e morando com a madrasta e a meia-irmã, nunca se sentiu excluída ou se fez de coitadinha. Ela nem mesmo reclamava em ficar em segundo plano para a Edwina que era de uma beleza incomparável. A Kate se aceitava como era e aceitava o seu "possível" destino.

E é por serem como são; cheios de atitudes, extremamente sarcásticos e com um senso super protetor, que o Anthony e a Kate proporcionam embates maravilhosos. Ele tentando agradar a Kate por causa da sua irmã ou simplesmente por querer irritá-la (que ele percebe ser impossível não o fazer) assegurou nessa pessoa que vos escreve, belas risadas. O melhor foi ver que a aversão que ambos sentiam um pelo outro se transformando a medida que ambos se  permitiram conhecer. E justo quando ambos admitiam sentimentos, um acontecimento acabou acelerando tudo e os dois se viram em um casamento que inicialmente, estava fadado a amizade, convivência e lealdade, mais não no amor. Neste ponto devo fazer uma critica, acho que o caminho escolhido pela autora foi o mais fácil, acredito que se eles demostrassem o que de fato sentiam, muitas coisas teriam sido evitadas e a história tomaria um rumo bem mais intenso e atraente. Apesar desta minha apreciação, não acho que isso chegou a comprometer a história. A verdade é que ela tomou (alguns) elementos já usados em outros livros da série e tornou o rumo da trama bem mais clichê - o que não é um problema para mim. 

Com o casamento dos personagens a trama ganha um ar mais denso e profundo. Um segredo paira entre os dois e conflitos surgem pelo que não foi dito - o que se deve em grande parte pelos traumas que o Anthony tem desde que perdeu o pai. Além disso, a Julia aprofunda mais o lado sensual da relação dos dois (sempre com um toque de humor) e a conexão da família Bridgerton.

Trata-se, por fim, de uma história muito bem desenvolvida, com personagens extremamente apaixonantes, um enredo sedutor e uma narrativa carismática que me fez cativa durante os dias em que acompanhei a história. Por tudo isso, definitivamente, recomendo a leitura do livro que se tornou o meu favorito da série - até o momento.



Os livros podem ser lidos sem uma ordem, eu já resenhei alguns deles aqui:

O duque e eu
Os segredos de Colin Bridgerton
Para Sr. Phillip, com amor

Todos os livros da série lançado no país:



Família Bridgerton (para quem não sabe, os nomes dos irmãos são em ordem alfabética).      


Capas originais:

17 comentários :

  1. Oi, tudo bem?
    Sou suspeita em falar sobre romances históricos, ainda mais sobre os livros dessa autora. Já li seus livros que foram lançados por aqui e sempre estou a espera de mais títulos. Dou uma pequena surtada sempre que lembro dos personagens pois é impossível não se envolver nos romances. E é claro que indico muito para todos qud curtem o gênero. Ah, acho as capas lindas também. Boas leituras ;)
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Olá! Eu sempre vejo comentários e resenhas muito positivos acerca dessa série e já sei que Júlia Quinn é magnânima, tanto que você avaliou muito bem o livro. Acho que cm o casamento dos personagens, sim, há uma coisa de se tornar meio clichê, embora depois do casamento sempre haja tretas. Você pontuou muito a questão da caracterização dos personagens para a época, e é isso que mais me dá curiosidade em ler essa série. Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nada da Julia Quin e com certeza não foi por falta de indicações e elogios. Apesar de adorar romances, li pouquíssimos históricos e acho que quero entrar de cabeça neste gênero por esta serie. Acho que vou adorar, do primeiro volume ao ultimo!!! Espero poder fazer isso em breve.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Essa série me deixa fascinada sem eu nunca ter lido nenhum dos livros. Sou louca por romances de época e quero muito ler algo da Julia. Eu já prefiro ler em ordem, porque bem ou mal, acaba se pegando um pouco de spolier sim kkk mesmo que bem leve. Gostei de ver a sua resenha

    ResponderExcluir
  5. Oi
    Não sou muito fã de romances de época, mas fico feliz que você tenha gostado tanto do livro.
    Muito bom quando temos personagens engraçados e uma narrativa cativante e instigante. Quinn é mestre nisso.
    Adorei a dica.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  6. Oii Nathi,

    Estou apaixonada pela série, Julia é rainha mesmo! Adorei o casal e as boas risadas que me proporcionaram durante a leitura. Gostei do desfecho e como você clichês não me incomodam.

    Beijos!
    Cintia
    http://www.devaneiosdeumacindy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oie...
    Nathalia, eu não dava crédito algum pra essa série, mas, em minhas inúmeras visitas por aqui durante o ano de 2015 decidi que vou começar a ler ,justamente por sua causa! Não sei quando vou começar, mas, ainda vou ler.
    Beijão e parabéns pela linda resenha :)

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Essa mulher definitivamente fez alguma coisa com esses livros, TODO mundo ama!!! Claro que estou no meio já que são meus favoritos, meu coração está em frangalhos por saber que está chegando ao fim =( Anthony é um dos meus personagens favoritos e tinha adorado ele no primeiro livro então queria muito conhecer sua estória, adorei cada momento.

    Everton Equipe Rillismo
    rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Eu não gosto de romance de época e juro que já tentei ler alguns mas acabo ficando entediada.
    Sei que a Júlia deve ser maravilhosa, só vejo elogios para ela mas eu realmente não tenho interesse em pegar uma série tão extensa para ler com esse gênero.
    Fica para a próxima dica.
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Eu amo, amo, os livros da Julia Quinn.
    Acho que, em ordem de preferência, O Visconde que me Amava é meu preferido, pois acho que o Anthony é um personagem incrível e seu medo é bastante real e entendível.
    Gostei muito da sua resenha e concordo com tudo o que você disse em sua resenha.
    Espero que você curta os próximos livros.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    Eu sou suspeita em falar dos livros da autora, pois adoro cada um deles. Gosto da narrativa, da emoção, do romance, da diversão de cada um deles. Impossível em não terminar o livro suspirando com o romance que li. Julia Quinn é uma das melhores para mim.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  12. Ooiee ^^
    Eu simplesmente AMO a Kate! Ela é uma das minhas personagens favoritas da série, e esse livro é um dos meus queridinhos ♥ Sou completamente apaixonada por essa família, e já estou me sentindo triste pela série estar acabando, só me resta um livro e adeus Bridgertons :/ Julia Quinn é uma das minhas autoras favoritas, e adoro o jeito que ela junta os casais mais improváveis ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem?
    Acredita que eu nunca li nenhum livro de romance de época ainda? mas o que mais tenho é vontade de conhecer o gênero, e confesso que essa série esta no meu topo. Todo mundo gosta tanto e fala tão bem que isso me incentiva mais ainda a ir atrás o quanto antes. Sem contar que sua resenha está ótima!

    Beijos

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/03/resenha-beleza-cruel.html

    ResponderExcluir
  14. OI *--*

    Falo em livro da Rainha Quinn é comigo mesmo!!!! Amo esse livro de paixão, Anthony é de longe meu personagem favorito e fiquei muito feliz da autora ter dado uma mulher a altura porque uma tapada ia sofrer kkkkkk Dá até uma dorzinha no meu coração em saber que falto só um livro pra ser lançado aqui quero muito mais.

    Bjos
    rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Ola eu li o primeiro livro da série amei a escrita da autora, e pelo visto no segundo livro segue a mesma linha, adorei essa situação do protagonista inicialmente querer uma irmã, e com a proximidade descobre o quanto a outra é tentadora. Já estou com saudades dessa família repleta de amor. ótima resenha. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  16. Ainda não li nada da Julia Quinn e na verdade tenho receio de fazer isso. Sei que posso gostar e muito, pois amo romances históricos, por outro lado essa série dela me cansa um pouco mesmo sem eu ter lido. O que mais me chamou a atenção nesse volume que você resenhou foi a relação das irmãs, isso me deu mais vontade de conhecer essa obra. Bem, acho que darei uma chance para a autora conquistar meu coração.

    Beijos,
    Mariana Baptista
    umavidaporlivro.wordpress.com

    ResponderExcluir
  17. Olá... tudo bem???
    Eu adorei a sua resenha... tenho muita curiosidade em conhecer essa família e cada um dos personagens... achei bem legal o enredo apresentado e as peripécias de Kate... imagino que a história tenha sido bem desenvolvida e que prende o leitor do inicio ao fim... é muito bom ler uma resenha mais empolgante de um livro que você tem interesse em ler, porque você também... termina se empolgando... Xero!

    ResponderExcluir

Uma das coisas que mais incentiva uma blogueira é saber o que estão pensando sobre o seu trabalho. Por isso seu comentário é IMPORTANTE. É com ele que vou saber se estou indo pelo caminho certo. Criticas positivas? são mais que aceitas. Criticas negativas? também, só peço que seja feita com respeito. Esse é um espaço para trocar ideias e espero ver você por aqui.