O Vento me disse...#29 - Com Vinho e Sangue - Janet Dailey



Com vinho e sangue
Autor (a): Janet Dailey
Número de páginas: 416
Editora: BestBolso
Ano: 2014
Skoob: aqui
Compre: aqui 

Com vinho e sangue - Neste novo romance de Janet Dailey, autora de "Ouro de Aspen", as vinhas de Napa Valley e as luzes de Manhattan criam o cenário para a emocionante história da telejornalista Kelly Douglas e do vinicultor Sam Rutledge, das paixões e segredos que cercam suas vidas e a região vinícola da Califórnia. Nascida na zona rural de Napa Valley, Kelly cresceu sob o assédio de uma pai alcoólatra e violento. Dotada de uma inteligência excepcional, a jovem feia e gorducha metamorfoseou-se numa mulher refinada e bem-sucedida. 


Janet Dailey é uma autora que acho simplesmente magnífica. Vocês não tem noção do quanto eu gosto de seus livros. Ela pode ir dos romances água com açúcar dos livros de banca aos dramas com personagens densos e complicados que precisamos analisar bem as suas atitudes. Estes últimos, geralmente, vistos em suas obras de "livraria". Com Vinho e Sangue- lançado pela BestBolso em 2014- não poderia ser diferente, ela nos brinda com uma personagem principal- chamada Kelly Douglas-, de passado complicado e que carrega grandes marcas.

Kelly, quando criança era uma menina desajeitada que sofreu bastante nas mãos de um pai violento e alcoólatra. As coisas só pioraram quando a mãe dela morreu. Cansada de ser maltratada ela foge de Nepa Valley e anos mais tarde se torna uma mulher atraente e profissional de sucesso, deixando de vez o passado de lado.

Infelizmente, Kelly teve que voltar a cidade onde nasceu pois tinha que fazer uma matéria como jornalista (sua profissão) sobre a vinícola de Rutledge Estate e sua proprietária, Katherine Rutledge. Aliás, está última personagem é a responsável por guardar grandes segredos que movimentam a trama.

A partir da chegada de Kelly nos é apresentado vários personagens, inclusive o Sam, que é neto da Katherine e é o protagonista masculino da trama. Ele é um homem que vai ser fundamental para a Kelly depois que algo de muito grave acontece- um assassinato aos arredores da vinícola. O ruim desta notícia é que o principal suspeito de cometer esse assassinato é seu pai, a quem ela jurou nunca mais ver na vida.
É a partir deste momento que as coisas ficam mais movimentadas, devo confessar que o início do livro é bem arrastado. Mais sei que isso acontece porque é uma característica da autora que gosta de detalhar bem a região onde se passa a trama. E não posso negar, o livro tem uma belíssima ambientação- a região das vinícolas na Califórnia.

Neste livro, não existe tanto romance como em outros da autora, o que achei estranho quando iniciei a leitura. Observei que nesta obra ela procurou dar ênfase a elementos como o "suspense" e o drama que durou até as derradeiras e últimas páginas. Por ter esses elementos como base não é de se estranhar que as situações acabem se revelando aos pouquinhos.

Como afirmei anteriormente, apesar do livro não ter tanto romance (que simplesmente amoooo) as partes em que a Kelly e o Sam ficam juntos tem a marca da Janet Dailey, ou seja, são super intensas e nada vulgares. Ela sabe fazer essas cenas como poucas autoras foram ou são capazes de fazerem.

São por esses e outros motivos que recomendo a leitura deste livro, principalmente, aqueles que já conhecem a autora. Se você nunca leu nada dela procure começar pelos grandes sucessos dela, como por exemplo, A Caricia do Vento e Amante Indócil (são incríveis ao meu ver). Estes últimos são livros que ela escreveu em um período de grande inspiração, no momento mais top dela. Pois tenho certeza que quem conhece a Janet deve concordar comigo, que apesar de Com Vinho e Sangue ter uma boa história, definitivamente não é a melhor obra dela.

Devo apontar também que o livro peca em dois quesitos (a edição mais recente especificamente), que são: as páginas que são brancas- que não gosto tanto- e a edição mais resumida (que entendo e já era esperado tendo em vista que é uma edição de bolso). Mais o resto??? Compensa tudo! Afinal, é uma obra da eterna Janet Dailey.

" [...] Entender? - Seu sorriso foi caloroso e totalmente inesperado. Você está falando com um vinicultor, Kelly. Sei tudo sobre enxertar um broto de videira. Não há como ter certeza antecipada de que o enxerto vai pegar. Tem de ser cuidado, regado, nutrido, e mesmo então, não existe garantias de que vai florescer. Mas isso é tudo que estou pedindo, esse tempo para nos conhecermos e amadurecer o nosso sentimento. Vai nos dar isso, Kelly?".



Capa da primeira versão brasileira:

12 comentários :

  1. Olá Nathalia.
    É a primeira vez que vejo uma resenha da autora em um blog. Eu comecei a gostar dela com A caricia do vento. Livros por sinal que me roubaram. Emprestei e nunca mais vi. Ainda não conhecia esse, mas me interessei apesar de você falar que não tem tanto romance como os outros. Seu blog é lindo e já estou seguindo.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil, eu sou completamente apaixonada pelas histórias da Janet, A caricia pra mim, é super tooop mesmo. Já li livro de banca e de livraria e gostei da maioria. E sim, é dificil encontrar quem conheça ela ou suas obras. Uma pena, já que ela tem histórias bem marcantes. Se você procurar, já dei minha opnião com relação a caricia do vento. Espero que goste e espero ver você por aqui outras vezes.

      bjus

      Excluir
  2. Oi, Nathalia!
    Depois de ler essa resenha linda (eu não conhecia a autora, mas quero muito conhecer), vc mencionou pecado em dois quesitos e eu pensei "aaaaah não!", mas não era nada tão grave hahaha
    Continuo com vontade de conhecer.

    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Soraya, os pecados são bem simples mesmo...kkkk Mais é que não podia deixar de mencionar. Como você não conhece ela comece pelos livros que citei, se você gostar, ai leia esse livro. Pois como disse, ele é bom mais ela tem melhores. :)

      beijos

      Excluir
  3. Gostei do livro porque a protagonista é jornalista, minha profissão, e é sempre bom ter esse apoio inclusive na literatura kk
    Gosto quando a estória não exagera demais no romance, acho que dá um toque especial no livro!

    Beijos
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raissa, tenho certeza que você vai gostar. Sobre o romance, eu penso o contrário, quanto mais melhor...kkkk (claro que existe um ou outro que fica melhor sem muito romance e tal).

      bju

      Excluir
  4. A primeira edição com certeza está mais bonita , mas o que vale mais é o conteudo que por sinal parece ser de muita qualidade .
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. A primeira versão é de livraria e essa última é mais resumida. Eu gostei da capa das duas, pra mim, ambas são lindas. :)

    bju

    ResponderExcluir
  6. Oii
    Eu não conhecia o livro e nem a autora, mais pela sua resenha parece que é uma leitura interessante como têm um pouco de suspense fiquei curiosa.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise, realmente as pessoas mais novas não conhecem essa autora. Quem conhece ela geralmente são pessoas mais velhas ou então que estão acostumadas ler livros de banca. Te convido a conhecer mais sobre o trabalho dela. A Janet tem obras muito boas que não deixa nada a desejar.

      Espero que você possa conhecer ela. :)

      Bju

      Excluir
  7. Devo confessar que gosto mais de livros de suspense do que livros de romance, então acho que ia gostar mais desse livro do que dos outros da autora!

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lenise, o diferencial dos livros de romance dessa autora ditos de "livraria", não são nada melosos. Ela tem histórias muito mais profundas e tal. Não são nada melosos. Sinceramente, acho que você vai gostar desse livro meio que se suspense e vai amar mais ainda os de romance. Vai por mim.

      bjus

      Excluir

Uma das coisas que mais incentiva uma blogueira é saber o que estão pensando sobre o seu trabalho. Por isso seu comentário é IMPORTANTE. É com ele que vou saber se estou indo pelo caminho certo. Criticas positivas? são mais que aceitas. Criticas negativas? também, só peço que seja feita com respeito. Esse é um espaço para trocar ideias e espero ver você por aqui.