O vento me disse...#15 - A Verdade sobre nós - Amanda Grace



Livro: A verdade sobre nós
Autor (a): Amanda Grace
Número de páginas: 208
Editora: Intrínseca
Ano: 2014
Skoob: aqui
Compre: aqui
A Verdade Sobre Nós - Madelyn Hawkins está cansada. Cansada de ser sempre perfeita. Cansada de tirar A em tudo. Cansada de seguir à risca os planos que os pais fizeram para ela. Madelyn Hawkins está cansada de ser algo que não é, algo que não quer ser. E então ela conhece Bennet Cartwright. Inteligente, sensível, engraçado. A seu lado, ela se sente livre e independente. Uma história que poderia muito bem ter um final feliz, não fosse por um detalhe: Maddie tem apenas 16 anos, e Bennet, além de ter 25 anos, é seu professor. Pressionada pelos pais a participar de um programa para jovens talentos, Maddie pula dois anos do Ensino Médio e vai direto para a faculdade, onde conhece e se apaixona pelo professor de biologia. O sentimento é recíproco, e para dar uma chance àquele novo relacionamento que lhe faz tão bem, ela decide não contar para Bennet sua idade. Não demora muito para que as coisas comecem a dar errado, e as consequências da farsa de Maddie ganham contornos devastadores quando a verdade vem à tona.  
A verdade sobre nós foi lançado em 2014 pela Editora Intrínseca e foi um livro que peguei sem saber de nada sobre, literalmente, não olhei a sinopse e nem procurei por nenhuma resenha, confesso, que ele estava com um preço bom, tinha gostado da capa e do titulo, então disse a mim mesma: - porque não levar? Me arrisquei na leitura e devo dizer que o saldo foi bem positivo, não pelo desenrolar da história mais sim, pelo modo como ela terminou; no fim, a leitura me deixou com aquela sensação que temos quando nós terminamos de ler um livro e ficamos pensando como teria sido se as coisas não tivesse ido por um caminho e sim por outro. É o tal do se...

O livro conta a história de Madelyn Hawkins uma menina de 16 anos que sempre seguiu aquilo o que o seus pais queriam, ou seja, era tipicamente a filha perfeita. Só que é aquela coisa, a Madelyn estava naquela fase de se descobrir, de querer seguir a vida com o seus próprios pés, ela estava cansada de ser quem não era. Num belo dia, ela recebeu a oportunidade de estudar em um programa oferecido pela escola que permitia aos alunos com notas máximas a terminarem os créditos do ensino médio na universidade, e foi a partir deste momento que ela viu seu mundo mudar.

O principal motivador dessa mudança foi o professor de Biologia, Bennett Cartwright, um homem muito inteligente e engraçado que mesmo tendo esse cargo na universidade, vê a atenção da Madelyn sobre si como uma coisa normal. Até porque a relação deles, inicialmente, é de amizade. E para deixar as coisas em claro, desde essa época ele foi levado a crer- pela própria Madelyn- que ela já tinha dezoito anos. Quando ela percebe que os sentimentos que ela já tinha por ele podia ser correspondido ela não fez nada para que ele soubesse da sua verdadeira idade. E a partir deste momento, os dois começam um relacionamento que nenhum dos podiam imaginar até onde os levaria.

Vocês agora devem estar pensando: Mais uma história clichê de uma aluna que se apaixona pelo professor! Aposto que deve ser um romance super meloso! E se não for meloso é um daqueles super hots, com várias cenas quentes, aposto! Se vocês tiveram algum destes pensamentos deixa esclarecer logo, o livro tem uma história meio clichê? Sim, entretanto, a autora soube se diferenciar. Tem cenas hots ou o romance é meloso?! Nem uma coisa e nem outra, pode acreditar.

A história desses dois tem elementos que me surpreenderam e me fizeram amar a leitura do mesmo. Devo apontar que em grande parte para que isto tenha ocorrido foi a forma que a autora, Amanda Grace, narrou a história. Ela fez uma coisa diferente do que estou acostumada a ver. O livro todo é narrado pela própria Madelyn só que através de cartas. Então, nada de capítulos, o livro tem apenas pequenas divisões, que se dá em relação às cartas, que são três no total. Cartas essas, que a protagonista direciona para o Bennett. É onde ela conta a sua versão da história.

Esse tipo de narrativa foi o principal fator que me fez gostar do que li, pois deixou a trama com um ar mais melancólico. Não sei quem o leu, mais o mesmo me deixou com a sensação de coisa mal resolvida, de que tudo poderia ter sido diferente e isso não foi ruim. Me peguei querendo por uma continuação, vocês não tem noção como eu desejei isso (e ainda desejo).

Agora, claro que nem tudo seria flores né? Um ponto negativo da trama foi algumas atitudes tomadas pela protagonista, que ao meu ver, era bem mimada e mesmo sabendo que as coisas podiam não sair tão certo, não fez nada para mudar, ao contrário, ela só contribuiu para que a história terminasse do jeito que acabou. 

Enfim, mesmo tendo raiva dela durante alguns momentos, não teve como não gostar do livro. A autora me ganhou. Por isso, relevem (assim como eu) os pontos negativos e procurem ler o livro. Tenho a certeza que vocês terão sentimentos parecidos com os meus.
"Na verdade, só dois importavam. A diferença entre dezesseis e dezoito. A diferença entre o amor que pode durar uma vida e o amor que nunca pode acontecer."

26 comentários :

  1. Conheço esse livro , já faz algum tempo . E assim como você fui atraída pela capa e titulo , quanto á esse quesito está nota 10 ! Porém ainda não tive a oportunidade de ler , sempre deixo o para trás .
    Quero ler ele em breve :)

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Conheço esse livro , já faz algum tempo . E assim como você fui atraída pela capa e titulo , quanto á esse quesito está nota 10 ! Porém ainda não tive a oportunidade de ler , sempre deixo o para trás .
    Quero ler ele em breve :)

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente a capa e toda diagramação estão muito bem feitos e trabalhados. Pessoalmente então? Amo essa capa!

      Beijos

      Excluir
  3. Eu já tinha visto esse livro, realmente a capa está muito bonita. Sobre a estória, pelo que vejo ela não tem um final comum e esperado para esse tipo de livro, estou certa? Pela sua resenha eu pensei nisso. Mesmo sendo (aparentemente) clichê eu gostaria de ler só por causa desse final que você fala.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Mandy, aparentemente a história tem elementos considerados por muitos como clichês, entretanto, é como disse: a autora acabou se diferenciando e em grande parte pela sua narrativa.

      Excluir
  4. Olá Nathalia!

    Gostei muito de sua resenha, parece ser um livro bem intrigante. Mas a continuação foi confirmada? Ou é um livro único mesmo? Pq imagino q o motivo de vc querer continuação é que não termina muito bem né?!

    Bjoss
    http://kelenvasconcelos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Kelen, que eu saiba não tem continuação e isso era o que eu mais queria... :( Não é que ele termine muito bem, mais é que... bom, o final é diferente (ninguém morre posso te adiantar...kkk).

      Beijo

      Excluir
  5. Essa é a segunda resenha que leio sobre esse livro e ele parece ser bem interessante, penso muito na possibilidade de lê-lo

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu super indico, aconselho que leia outras resenhas e ai você pode decidir se ler ou não. :)

      Beijos

      Excluir
  6. já ouvi falar desse livro, ja conheço a capa e tal, mais nunca tinha lido uma resenha sobre ele, poxa gostei bastante da historia e apesar de nao ter lido, fiquei com a sensaçao de que as coisas nao acabam bem, espero estar errada, vou ler e ver o que acontece.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Manu, como apontei no capitulo anterior, não é que o livro acaba mal e tal, é só que não acaba como a maioria das pessoas gostaria que terminasse (eu inclusive).

      Beijos

      Excluir
  7. Nunca ouvir falar sobre esse livro ou sobre a autora mas a resenha me deixou com vontade de ler, amo livro em que a escrita é em forma de cartas, torna o livro especial, único, sem falar que geralmente a leitura se torna menos cansativa, é ótimo para relaxar.... Vou dar uma olhadinha nele *_*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para mim, a narrativa foi o diferencial. Foi ela que gerou todo um clima especial e que ajudou para que eu gostasse tanto do livro.

      Beijos

      Excluir
  8. Já tinha ouvido falar do livro, mas nunca tive a chance de ler. Mas acho que eu não gostaria do final do livro não.... não gosto de coisas no ar e sensações de "e se....", rsrs..... Nunca digo nunca para um livro, mas acho que vou deixar esse passar!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu te entendo Su, confesso, que sou assim também. Mais sabe quando você lê um livro e independente do que ou como ele termine, você acaba se apegando a ele? Comigo foi assim.


      Beijo

      Excluir
  9. Nunca tinha ouvido falar e realmente pensei em romance hot mas gostei da resenha capa e linda mesmo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ter certeza que não tem nada de hot... pode ter certeza disso! :)

      Beijo

      Excluir
  10. Hello! Agora consigo ler os posts! Uhhuu!
    Eu adoroooo romance e não ligo se for clichê.
    Sou dessas que odeia a mocinha e quer o cara gato pra mim, hahaha!
    Gostei da resenha e vou tentar ler, achei a capa linda! Compro livro pela capa e poucas vezes me arrependi.
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até que enfim Suzzy, já tava pensando que era problemas com o blog...kkkkk
      Enfim, sobre o livro, romance nunca é demais, mesmo sendo clichê né? Confesso, que não é sempre que compro pela capa, procuro saber mais antes da compra, mais as vezes acontece né? rsrs

      bju

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  11. Oi, Nathalia!
    Já tinha visto a capa desse livro, mas nunca me interessei para ler nenhum resenha.
    Me surpreendi com a premissa dele, que apesar de um pouco clichê, parece ser bem interessante.
    Fiquei curiosa para saber o desfecho de toda história, que pela resenha parece não ter sido um "felizes para sempre".
    Beijos

    Construindo Estante || Curta a fan page
    Sorteio de caneca personalizada de A Culpa é das Estrelas. Participe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu recomendo Eli, acho que você vai gostar. Ele é muito bom.

      Beijos

      Excluir
  12. Amei sua resenha, viu! arrasou! E mesmo que o livro fosse um romance de aluna com professor repleto de cliche, isso nao me impediria de ler nao kk aaaaamo livros cliches :3 e pela sua resenha, ja senti que vou adorar como a autora vai abordar essa tematica. Curiosa. Alem de que amei o titulo kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Jac, que bom que você gostou. O livro realmente tem um titulo bem chamativo e apesar de alguns clichês super recomendo. Aliás, eu também não me importo muito se é clichê ou não. rsrs Me importo mais com a história, se consigo me identificar, isso basta.

      Beijo

      Excluir
  13. Esse seria um livro que eu diria que não leria, mas como voce pediu para relevar eu irei colocar ele na minha lista e se tiver a chance pretendo le-lo, mesmo parecendo ser cliche

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não vejo o clichê como problema Brenda mais essa é a tua opinião e a respeito. Espero que um dia você leia, o final tenho certeza que vai te surpreender.

      Beijos

      Excluir

Uma das coisas que mais incentiva uma blogueira é saber o que estão pensando sobre o seu trabalho. Por isso seu comentário é IMPORTANTE. É com ele que vou saber se estou indo pelo caminho certo. Criticas positivas? são mais que aceitas. Criticas negativas? também, só peço que seja feita com respeito. Esse é um espaço para trocar ideias e espero ver você por aqui.