O Vento me disse...#43- A Testemunha - Nora Roberts



A Testemunha
Autora: Nora Roberts
N° de páginas: 476
Editora: Bertrand Brasil
Ano: 2015
Skoob: aqui
Fruto de uma inseminação artificial e criada por uma mãe fria e controladora, Elizabeth Fitch se deixa levar por uma noite. Depois de beber além da conta, ela se encanta por um homem galante e dono de um sedutor sotaque russo. Acompanhando a amiga Julie, segue rumo a uma linda mansão em Lake Shore Drive, ainda sem saber que o lugar alteraria para sempre sua vida. Doze anos mais tarde, no interior do Arkansas, uma nova moradora anda despertando a curiosidade da vizinhança. Abigail Lowery não é propriamente uma recém-chegada, mas continua sendo uma desconhecida: em um ano, sabe-se pouco, ou quase nada, sobre a moça. O mistério de Abigail Lowery e sua mente afiada, natureza secreta e filosofia de vida nada romântica intriga o chefe de polícia local, Brooks Gleason, tanto a nível pessoal quanto profissional. Mas enquanto suspeita que Abigail precisa de proteção contra algo, Gleason, acostumado a criminosos de segunda categoria, não faz ideia de que homens poderosos e perigosos o observam e mantêm sob sua mira. E Abigail Lowery, que construiu uma vida baseada em segurança e autocontrole, corre o risco de perder ambos.
Nora Roberts é uma escritora estupidamente talentosa, criativa e super ativa. Ela é uma das poucas autoras que me agrada por saber aliar romance - com uma pegada mais sensual - e suspense, sempre de uma maneira ímpar.  Em A testemunha, livro lançado em 2015 pela Editora Bertrand Brasil, ela usou desses elementos e conseguiu criar uma boa história, que só me incomodou em um ponto, o excesso de pragmatismo da protagonista.

O excesso de pragmatismo da heroína da história que toma o valor prático como critério da verdade foi algo que me incomodou, no entanto, veja bem, até certo ponto é justificado. Elizabeth Fitch nunca viveu em volta das emoções. Fruto de uma inseminação artificial, de uma inteligencia admirável e com uma mãe cujo único objetivo era ver a filha uma médica e que controlava desde o que ela podia vestir ao que ela comia, não era de se estranhar que isso afetaria o modo comportamental dela. Em um único momento de rebelião, Elizabeth se viu, aos dezesseis anos, em uma situação que a obrigou a viver de uma maneira totalmente diferente e a transformou em Abigail Lowery.
"- Você está se escondendo de alguma coisa. De alguém. Talvez dos dois. E é inteligente demais para fugir e manter o seu verdadeiro nome. Eu gosto de Abigail. mas desde o início sei que ela não é você. E um nome não é o que importa aqui. O que importa é que você confie em mim o bastante para contar tudo. E parece que estamos chegando lá".
Doze anos se passam desde o início do enredo, Abigail é a mais nova moradora de uma pequena cidade no interior do Arkansas. Sempre discreta, acaba chamando atenção dos moradores e entre eles se encontra o chefe de polícia local, Brooks Gleason. O mesmo vai percebendo que talvez a moradora precise de ajuda e depois de uma aproximação bem relutante da parte da Abigail, eles acabam se envolvendo.

Uma das coisas que mais gostei nesse enredo foi ver como o Brooks ia descascando as camadas da Abigail/Elizabeth e como ela ia deixando cair as paredes que criou para se proteger, isso foi fundamental para o desenvolvimento do relacionamento dos dois. Neste ponto, todos os créditos vão para autora que também não se preocupou em colocar vilões tentando separar os dois e não encheu a trama de mal-entendidos e desencontros. 

Falando no Brooks, devo dizer que ele é simplesmente apaixonante. Ele une esse critério da verdade e honestidade que tanto está presente na Abigail e também possui um lado passional, ou melhor, emocional que simplesmente encanta o leitor.   

Perto do fim, a Nora insere bem mais elementos policiais à trama e novos e velhos personagens dão um outro ritmo a trama- sem deixar o romance de lado. Acredito que para os amantes da autora o livro preencheu todas ás expectativas. Para mim, mesmo não sendo uma admiradora ferrenha, também gostei bastante. O livro só não leva nota máxima pelo motivo que citei no primeiro parágrafo e o fato de que de alguma maneira (que ainda não consegui identificar) senti que faltou "algo" na história, algo que me arrebatasse de vez.

Enfim, deixo a minha dica para aqueles que querem começar a ler alguma obra que envolva romance e suspense policial da lista imensa de publicações da Nora Roberts. E espero que aproveitem e curtam ás mais de 400 páginas.   
"Ela não mergulhou lentamente, apenas se jogou. Estava faminta por aquela ideia, por aquele presente, por aquela luz. O amor. Ser amada, dar amor. Nunca acreditara no amor. Nunca acreditara em milagres. Mas o amor existia. E ali estava o milagre concedido a ela".

18 comentários :

  1. Oie, já li esse livro e assim como você senti que faltou algo. O que me perturbou nele na verdade não foi o excesso de pragmatismo da personagem e sim eu senti que Nora começou muito intensamente com o lado policial e depois abandonou para focar no romance. Também adorei o Brooks e o homem paciente que ele é. e concordo com a sua recomendação de que esse livro seja conhecido por quem quer iniciar nas obras da nora.

    ResponderExcluir
  2. Eu também já li esse livro, no final do ano passado, e gostei bastante, afinal de contas, a autora não decepciona nunca né?! Também acho que é uma ótima indicação para os leitores que curtem romance com suspense policial. Vale mesmo muito a pena conferir.
    Beijos, Fer ♡♡

    ResponderExcluir
  3. Olá linda,

    Ainda não li nada...Nadinha da Nora e fico com vergonha disso haha
    Gostei da sua resenha porque explicou mais do que a sinopse(bem confusa) e fiquei bem intrigada com esse acontecimento que mudou a vida da personagem.

    Gosto de personagens mais práticos do que os passionais, porque se parecem mais comigo.

    Beijos,]
    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/04/resenha-simplesmente-irresistivel.html

    ResponderExcluir
  4. Amo a Nora Roberts, as vezes ela escorrega em um estória, mas mesmo assim não consigo dizer um livro que não tenha me agradado Esse já está na minha lista de desejados, mas não consigo acompanhar os lançamentos dela rsrsrsrsrs
    E os mocinhos que a Nora cria são sempre apaixonantes, com certeza o Brooks deve está nesse meio.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  5. Apesar da autora ter escrito um milhão de livros, eu nunca li nada dela. Comecei a ler um daquela série Mortal, mas não funcionou pra mim. Curti essa coisa de romance com mistério policial, mas ainda não me conquistou. Talvez mais pra frente.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá.

    Eu nunca li nenhum livro da Nora, mas tenho interesse em ler algum dia. Particularmente, esse livro não me encheu os olhos, não sei... Essas 400 e poucas páginas me assustam rssss Mas fico feliz que, apesar de ter faltado algo, você tenha gostado da história.

    Beijos!
    www.anebee.com.br

    ResponderExcluir
  7. Eu gosto muito da escrita da Nora mas até hoje só li romances dela. Ainda não li as fantasias e nenhum policial, nem sabia que ela escrevia livros policiais também. Gostei bastante desse livro, eu ainda não o conhecia e já anotei na minha listinha de dicas para possíveis compras.

    ResponderExcluir
  8. Olá Nathalia,
    Primeiramente, parabéns pela resenha.
    Já tentei ler um livro da Nora, mas não consegui, pois fiquei perdida. Na verdade, acho que eu era imatura na época e talvez isso tenha mudado agora. Apesar dos pesares desse livro, acho que é uma leitura que vale a pena fazer, pois a autora parece saber misturar bem os gêneros (amo os dois isoladamente, em conjunto, devem ficar incríveis).
    Já anotei a dica da leitura.
    Beijos ♥
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  9. Realmente com uma mãe destas não teria como a personagem ser diferente, mas gostei que a Nora colocou elementos policiais, que é algo um pouco diferente do que li nos livros dela até o momento. Ela escreve muitos, sei que tem ajuda de outros escritores, mas os livros dela são muito bons!

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  10. Oie!
    Que pena que não gostou tanto assim do livro, isso é tão desanimador. Eu gosto dos livros da Nora, mas sempre tem algum que destaca mais que o outro. Eu já li outros livros da autora, e gostei bastante da narrativa e da história. São livros bem interessantes, mas sempre tem aqueles que não nos toca devidamente.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Nunca li nada da Nora Roberts, mas bem sei que ela é uma escritora bem conceituada e tem muitos fãs. Espero ter a oportunidade de ler alguma coisa dela em breve.

    E quanto a resenha, eu simplesmente amei. Fiquei super interessada em ler o livro, principalmente por se tratar de uma mistura de dois gêneros tão diferentes. Obrigada pela dica.

    Parabéns pelo trabalho.
    Grande abraço.
    Ingrid Cristina
    plataformatresquartos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oiee ^^
    Eu não sou muito fã dos livros da Nora, e histórias com uma pitada policial também não são as minhas favoritas, então ainda estou com um pé atrás. Sinceramente, não sei se leria esse livro, e saber que ele não te conquistou tanto me desanimou ainda mais, principalmente porque já vi outras pessoas que também não curtiram muito :/
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Nunca li nada da Nora e não devo ler tão cedo pois muitos dos livros mais queridos dela são de gênero que não gosto muito de ler, desconhecia essa obra e também o lado dela em romances policiais, a premissa do livro não me cativou tanto e pena que faltou um tchan para você na obra :/

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Achei muito bonita essa capa. Olha, embora o senso comum diga que Nora Roberts é, de fato, uma escritora estupidamente talentosa, criativa e super ativa, e possua inúmeros livros publicados, eu nunca li nada dela. Inacreditável, né? Pois é, às vezes nem eu mesma acredito, acho que devo ser a única no mundo. Achei a premissa desse livro bem interessante, parece ser uma boa leitura.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  15. Oi
    Confesso que a premissa me chamou atenção, mas não me empolguei muito depois de ler suas impressões.
    Tenho muita vontade de conhecer a escrita de Roberts, mas ainda não tive oportunidade.
    Quem sabe um livro mais empolgante?
    Adorei a sinceridade e a resenha;
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  16. Olá tudo bem?

    Nunca tive oportunidade de ler alguma coisa da Nora e tenho muita vontade pelo estardalhaço que os fãs fazem. Esse porém não me deixou curiosa ao ponto de ler. Achei sua resenha bem sincera e expôs exatamente o que você achou do livro. Dessa vez deixarei passar mas quem sabe outro não me atraia.

    Bjos
    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oiee,
    eu sempre vejo muitos elogios a nora, mas ainda não li nada dela, porém quero muito fazê-lo estou com um livro dela na minha estante e acho que j´o teria lido se ele não fosse tão longo. Só não me animo muito em acompanhar as séries dela pelo fato de que ela ser adepta dos Gosthwritters acabar fazendo com que as séries se percam no final.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Oi!
    Eu gosto muito da escrita da Nora, mas eu gosto mesmo é dos livros de romance água com açúcar dela, não sei porque não consegui me apegar a essas histórias que tem elementos sobrenaturais ou policiais dela.
    Mas achei a dica de livro bem interessante, diferente de tudo que já li da autora. Se um dia tiver oportunidade pode ter certeza que lerei.

    ResponderExcluir

Uma das coisas que mais incentiva uma blogueira é saber o que estão pensando sobre o seu trabalho. Por isso seu comentário é IMPORTANTE. É com ele que vou saber se estou indo pelo caminho certo. Criticas positivas? são mais que aceitas. Criticas negativas? também, só peço que seja feita com respeito. Esse é um espaço para trocar ideias e espero ver você por aqui.