O Vento me disse...#32 - Toda Sua - Sylvia Day



Livro: Toda Sua
Autor (a): Sylvia Day
N° de páginas: 280
Editora: Paralela
Ano: 2012
Série: Crossfire #01
Skoob: aqui
Comprar: aqui ou aqui
Eva Tramell tem 24 anos e acaba de conseguir um emprego em uma das maiores agências de publicidade dos Estados Unidos. Tudo parece correr de acordo com o plano, até que ela conhece o jovem bilionário Gideon Cross, o homem mais sexy que ela - e provavelmente qualquer outra pessoa - já viu. Gideon imediatamente se interessa por Eva, que faz tudo o que pode para resistir à tentação. Mas ele é lindo, forte, rico, bem-sucedido, poderoso e sempre consegue o que quer - Eva acaba se entregando. Uma relação intensa começa. O sexo é considerado por eles como incrível. Capaz de levar os dois a extremos a que jamais tinham chegado. E, então, eles se apaixonam - o que pode ser tanto a chave para um futuro feliz quanto a faísca que trará de volta os traumas do passado.


Toda sua é o primeiro volume da série Crossfire da autora Sylvia Day e foi lançado aqui no Brasil pela Editora Paralela em 2012. Posso dizer que li o livro rapidamente e me apaixonei completamente pela complexidade dos protagonistas, que desde cedo, viram suas vidas ligadas a um lado ruim do sexo.

Confesso que cheguei a este livro pensando  encontrar um novo cinquenta tons (acho que quase todo mundo né?), no entanto, o que li foi uma história bem diferente do esperado, que me surpreendeu de uma maneira bem positiva.  Tendo uma  forma narrativa adulta, sem frescuras e preconceitos; a autora soube construir personagens de personalidades marcantes  que contribuíram para que a trama se tornasse bastante sensual, erótica  e envolvente.

A protagonista do livro é Eva Tramell, além de ser bonita e inteligente, ela é uma mulher de 24 anos super independente que mora em um apartamento em Manhattan com o seu melhor amigo, Cary. Os dois são inseparáveis, e isso se deu pelo fato dos dois terem se conhecido em um período onde a vida de ambos estavam uma tremenda bagunça.  Já Gideon Cross, é um homem bonito, bilionário, inteligente e misterioso que possui um império de empreendimentos, entre eles,  a agência de publicidade em que a Eva arruma um emprego.

Desde o primeiro encontro existe uma explosão de hormônios que acaba fazendo com que o leitor perceba à atração entre os dois- mesmo que a Eva tente negar inicialmente. Com um toque de persuasão que só Gideon tem, ele acaba convencendo a Eva a ter um algo mais e os dois iniciam uma relação com bastante apelo sexual. Com o decorrer da trama vamos vendo uma evolução na relação dos dois, fica nítido que as coisas vão ficando mais sérias e é a partir deste momento que alguns fantasmas do passado vem à tona na vida desses dois personagens tão marcados.

Neste primeiro volume sabemos mais o que afetou a vida da Eva, acho que por isso as leitoras entenderam mais o comportamento dela e suas atitudes. Já Gideon é mais fechado, a autora deixou um clima de mistério no personagem que a gente acaba não sabendo muito sobre o que aconteceu com ele. Acho que essa estratégia foi a ideal para incentivar os leitores a continuar acompanhando os outros volumes da série.

Além desses fatores positivos, uma coisa que observei, foi que apesar deles viverem uma situação financeira não condizente com a massa da população (riqueza, riqueza e mais riqueza...kkk) a Sylvia não focou tanto nessa parte. Tipo, em cinquenta tons, a E.L. James sempre procurava ostentar a riqueza do Grey (quem leu sabe do que estou falando) já neste caso, eu não vi tanto- não estou dizendo que não existe, é só que isso foi pouco explorado-, ainda bem.

Como o livro já foi lançado há anos é bem capaz de você que me ler, já ter lido alguma coisa sobre ele pelos sites da vida, dentre isto, é capaz de já ter notado  que existe uma critica negativa que as pessoas fazem ao livro, ou seja, muito se fala do linguajar bem direto da autora. Ela não tem 'reticências' em descrever as cenas mais ousadas do livro e isso pode vir a incomodar aquele leitor que não está acostumado com esse tipo de narrativa erótica. Eu, apesar da estranheza inicial, não me importei, para ser sincera já li livros com coisas bem piores. Além do mais, acredito que esse tipo de narrativa é bem interessante, tendo em vista que desperta um lado mais realista da trama, já que muitas vezes os livros romanceiam demais uma situação e, às vezes, pendem para um lado bem fantasioso. Um choque de realidade é importante e a autora soube fazer isso muito bem. Para se ter uma ideia, ela fala com naturalidade de temas que até hoje ainda são tabus, como a homossexualidade e bissexualidade, este último, um dos grandes dilemas vividos pelo Cary, o amigo da Eva.

Enfim, se você estiver com receio de ler este livro por causa dessa forma mais “aberta” de se abordar certos temas, só posso te aconselhar a se arriscar. Quem sabe você não acaba se surpreendendo e gostando? Isso você só vai saber lendo, não é?

E se você já é acostumada a ler livros do gênero, tenho (quase) a certeza que você concordará com tudo o que disse, pois é inegável o talento da autora neste gênero. O livro só não ganhou 5 folhinhas  na minha avaliação pois já li o segundo livro e gostei ainda mais do que este primeiro.  


Livro mais que recomendado!!!! 

"Mas Gideon e eu ainda tínhamos muito trabalho pela frente. Por mais que nos amassemos , não havia como garantir que seriamos capazes de superar nossos traumas. Pelo menos estávamos conseguindo estabelecer uma comunicação, estávamos sendo sinceros um com o outro, e só Deus sabia como era difícil para nós dois deixar certas coisas passarem batidas".



Outros livros da série:

18 comentários :

  1. Olá!

    Já li três dos quatro livros dessa série e sim, assino embaixo de tudo que você escreveu! Só não recomendo essa série para leitores puritanos, que não gostam de ver cenas de sexo explícito. Enfim, gostei da sua resenha e estou doida para ver como se encerra essa linda história!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É por isso que falo Kamila, que quem não é acostumado a essa narrativa erótica pode ser que não goste, mais como você bem sabe, esse livro é muito mais do que isso né? Eu recomendo até para os puritanos, pois se não gostarem pelo menos eles podem dizer o porque de não ter gostado do livro. :)

      bju

      Excluir
  2. Sempre quis ler essa série, mas nunca acho pra comprar.
    Post it & Livros

    ResponderExcluir
  3. Nathália!
    Tive oportunidade de ler o livro acredito que em 2013 e não me assustei com o linguajar da autora, ao contrário, achei bem estimulante e ousado da parte dela, foi bem e escrachada. E gosto dessa forma que ela escreve porque é bem real.
    O estilo mais erótico sempre me atraiu e acho que tem nada haver as comparações que fizeram na época sobre 50 tons... cada um tem sua forma.
    “Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro.”(Sigmund Freud)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você Rudy, apesar de ter feito a resenha esse ano, li o livro no mesmo ano que você e não entendi muito a comparação com 50 tons. Além disso, não vi problema algum com o forma de narrar dela, no entanto, sei que tem gente que não gostou. Acho que vai de cada um mesmo...

      bju

      Excluir
  4. Preguiça de Sylvia Day me define!!! NA verdade, tenho preguiça desse tipo de literatura, sabe? Não aguento ler as passagens eróticas... Muito mimimi, gente! Pra mim, não dá, mas tenho uma amiga que é loucaaaaaaaaaaa pelas histórias da Sylvia!!! rsrsrs...
    Luci
    Ponto de Exclamação

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luci, realmente não é todo mundo que gosta de livros eróticos. Só posso te dizer que se um dia você quiser ler, pode começar por ele. E mais uma dica, o segundo livro é melhor ainda. :)

      bju

      Excluir
  5. Oi ...
    Adorei sua resenha , mas , não tenho o hábito de ler livros hot ...
    Prefiro romances e chick lits :)
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Bem Nath, não sou acostumada a ler histórias desse gênero mais "quente", mas como você recomendou essa serie, quero arriscar. Quem sabe acabo gostando não é mesmo?
    Resenha maravilhosa!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ale, se um dia você decidir ler, pode começar por esse. Eu recomendo. :)
      bju

      Excluir
  7. Oi!
    Gosto muito de livros hot, e já li todos os livros da série Crossfire. Como você falou, eu também estranhei a linguagem no inicio, mas logo me acostumei e gostei tanto de “Toda Sua”, que li os outros logo em seguida. E as capas são incríveis.
    Bjos e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mayara, eu já li três e gostei bastante. A autora sabe muito bem como nos cativar né? :)

      bju

      Excluir
  8. Oi, Nathalia. Eu não consigo gostar da escrita da autora Sylvia Day, principalmente por seu conteúdo mais quente. Porém, fico feliz pela obra ter se diferenciado de Cinquenta Tons de Cinza, gostei das características marcantes dos personagens e a visão mais adulta. Não seria um livro que eu leria, mas, com certeza, os amantes do gênero adorarão fazer a leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com relação a de que as pessoas que gostam do gênero vai amar esse livro Ycaro. A Sylvia soube escrever uma história bem envolvente, é uma pena que você não aprecie tanto o gênero, acho que você poderia gostar. :)

      bju

      Excluir
  9. Quando li a sinopse desse livro, logo pensei em "50 tons", acho que é natural a gente acabar associando, né? Mas confesso que essa série me deixou mais curiosa do que "50 tons" (que eu só assisti o filme e não gostei!).

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe Lenise, a autora até faz um agradecimento no livro a autora de 50 tons, afinal, foi a partir dele que teve esse bom de livros eróticos e tal. Mais apesar de lembrar, pode ter certeza que o mesmo não tem nada parecido com a história do Grey.

      bju

      Excluir
  10. Essa complexidade dos personagens em Toda Sua também foi algo que fez me apaixonar pela história; por tudo que a Eva passou e mesmo assim seguiu em frente, nossa, é digno de admiração. Outro personagem que amei foi o Cary, tirando a estupidez dele no final do livro claro...
    Quanto ao linguajar direto da autora, confesso que não curto essa forma direta, mas isso não me impedi de ler alguns livros que me deixam interessada e não me impediu de ler Toda Sua algo que não me arrependo.
    Ainda não li a continuação mas fiquei curiosa pra ler depois de saber que você gostou mais dele do que do primeiro rsrs.
    Amei a resenha.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com tudo o que você disse Any. E olha, te aviso, o segundo livro é bem melhor, acontece uma coisa que pra mim foi totalmente surpreendente. kkkk

      bju

      Excluir

Uma das coisas que mais incentiva uma blogueira é saber o que estão pensando sobre o seu trabalho. Por isso seu comentário é IMPORTANTE. É com ele que vou saber se estou indo pelo caminho certo. Criticas positivas? são mais que aceitas. Criticas negativas? também, só peço que seja feita com respeito. Esse é um espaço para trocar ideias e espero ver você por aqui.