Mais que literatura... #02 - Dicas para apresentação de TCC



Olá, leitores! No mais que literatura de hoje vamos falar sobre algo que aterroriza 10 de cada 10 estudantes quando estão na faculdade (e olhe que os que ainda nem estão também viu... kkk), estou falando da apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso, mais conhecido como TCC.

Não sou uma especialista no assunto e tal, por isso logo aviso, o que falo é com base na minha experiência. Posso até ter tirado uma nota maravilhosa no meu trabalho, mais tenho a certeza de que poderia ter me esforçado e se saído bem melhor do que fui, enfim, vamos ao que interessa realmente.

O vento me disse... #01 - A Carícia do Vento - Janet Dailey


Livro:  A Carícia do Vento 
Autor (a): Janet Dailey
Número de Paginas: 336
Editora: BestBolso
Ano: 2009
Compre aqui ou aqui 
A protagonista é a jovem milionária Sheila Rogers, bela, impulsiva e mimada que vivia em Austin, no Texas. Sheila contraria as expectativas de seus pais e foge para Juarez, no México, com Brad Townsend, um homem bonito e envolvente, mas que nada mais era senão um caça-dotes. A lua de mel do casal converte-se num verdadeiro inferno quando seu marido é brutalmente assassinado e ela é sequestrada e levada por um bando de pistoleiros para um esconderijo nas montanhas. É ali que Sheila conhece Ráfaga, homem corajoso e idealista, e logo o ódio se transforma numa paixão arrebatadora.
Oi leitores, hoje, vou falar sobre o livro A Carícia do Vento da autora americana Janet Dailey. Antes de tudo, se você tem um conceito formado em relação a livros que são de banca (pois o mesmo já foi publicado no Brasil como tal) peço que jogue de lado e arrisque na leitura, pois tenho certeza que você sairá dessa aventura amando ou odiando a história, mas jamais será indiferente a ela.

O livro foi publicado inicialmente em 1979 se tornando o primeiro livro de Dailey a entrar na lista de livros mais vendidos do The New York Times, eu tenho a versão mais recente lançada no Brasil pela BestBolso em 2009.

Temos como protagonista da trama a jovem Sheila Rogers, possuidora de grande beleza, fortuna, impulsividade e porque não, certa “mimades” por ser a filha única de um casal milionário. A mesma vê a sua vida mudar totalmente quando decide fugir de Austin (Texas) para Juares (México) com o seu namorado, o trabalhador cheio de encantos, Brad.

Toda a beleza de Brad desaparece quando o mesmo mostra a sua arrogância e ganância após estarem casados. Isso acontece logo nas primeiras páginas do livro, por isso podem ficar tranquilos, essa não é uma história comum em que o “vilão/mocinho” passa a história toda enganando a mocinha. Ainda na lua de mel ele morre, isso mesmo, Brad é assassinado. Esse é apenas o inicio da aventura de Sheila, que será sequestrada pelo bando de pistoleiros que matou o seu marido.

Nas longas montanhas isoladas do México a protagonista encontrará o enigmático Ráfaga, líder do bando. O que ela não imagina é que encontrará nele o homem que mais odeia na face da terra e o que mais ama. Vivendo juntos, um mundo de desejo, ódio, paixões, arrebatamentos e tristezas.  

Esse misto de sensações estará presente no livro a todo o momento e temas como a Síndrome de Estocolmo faz parte das discussões sobre o mesmo. Por tanto, estejam preparados para uma leitura agridoce que te fará refletir e mostrará que nem tudo é preto ou branco.

A única critica que faço em relação a história do livro é ao final que foi muito corrido, entretanto, sei que ele permite uma série de questionamentos e possibilidades.

Quem gostou do livro e quiser comprar, logo no começo do post deixo o endereço de dois sites com essa finalidade, aproveitem que estão com ótimos preços e estão acabando. A versão lá de cima é de bolso e não encontrei erros que comprometessem a história, o que pode ser negativo é as páginas serem brancas (prefiro amareladas...rs).  :(  Para quem já leu o livro o que vocês pensam?

Outras versões brasileiras:



Até a próxima!!!

Sou Noveleira #01 - A usurpadora



No primeiro sou noveleira do blog vamos falar de um dos grandes clássicos mundial em se tratando de novelas, estou falando de A Usurpadora (La Usurpadora).

A novela foi produzida pelo Salvador Mejía e escrita por Carlos Romero no ano de 1998 no México, sendo transmitida pela rede de televisão Televisa. A mesma é um remake da novela de mesmo nome do canal venezuelano RCTV de 1992.

A história gira entorno da troca de duas mulheres que são idênticas na aparência mais que são de personalidades totalmente diferentes, Paola e Paulina. Está última acaba se envolvendo numa trama de intrigas e ambição, guiada com o impulso e permissão de Paola Bracho. O que elas não sabem é que a vida das duas nunca mais serão as mesmas.  

Mais que literatura... #01 - Série North and South, BBC, 2004



E no mais que literatura de hoje, vamos falar um pouco sobre uma série que amo de paixão e divide meu favoritismo com Orgulho e Preconceito da Jane Austen (BBC, 1995), estou falando de North and South (Norte e Sul). 

A mesma foi produzida pela BBC em 2004 - em quatro capítulos, sendo baseada no romance homônimo de Elizabeth Gaskell (publicado em 1984), teve como protagonista a atriz Daniela Denby-ashe como Margaret Hale e o ator - lindíssimo por sinal - Richard Armitage (o anão Thorin Escudo de Carvalho do filme "O hobbit") como o John Thorton.